skip to Main Content
Precificar Um Produto Para E Commerce

Como precificar um produto para e-commerce

Com o site de apresentação praticamente pronto, juntamente com um produto, a parte final antes de se efetivamente começar a venda de seu produto por um e-commerce é basicamente a precificação. E é muito importante entender como precificar um produto para e-commerce para conseguir um bom lucro, atrair seus clientes, e ter um retorno rápido.

Apesar de não haver um padrão, as nuances consideradas na hora da precificar um serviço ou produto são quase sempre as mesmas, devendo levar em conta somente variações situacionais para cada um. Por isso, aprender como precificar um produto para e-commerce pode ser bem mais fácil do que você inicialmente pensa.

Vamos te ensinar, então, o que você deverá levar em conta quando fizer a precificação do seu produto. Além disso, vamos também te ensinar como precificar um produto para e-commerce para conseguir um equilíbrio perfeito entre lucro bruto e um preço atrativo para oferecer aos seus clientes.

Como precificar um produto para e-commerce de forma efetiva

Um bom serviço de contabilidade sempre auxilia na precificação de serviços e produtos, levando em conta fatores de peso e custos que devem ser arcados para se manter trabalhando e ainda gerar um lucro com isso. Mas, para um e-commerce, a situação pode ser bem diferente.

Você sabe como precificar um produto para e-commerce, levando em conta os fatores mais relevantes de custo? Afinal, quais custos se encontra em um e-commerce?

Avaliação de custos relacionados ao e-commerce

Os custos em um e-commerce são diferentes daqueles de uma loja física, mas isso não significa que eles não são presentes. Custos variados e fixos serão mais relacionados ao estabelecimento que você usa para manter o e-commerce funcionando, e muitas vezes o e-commerce é administrado diretamente de sua residência.

Considere então os custos fixos e variáveis que você precisa para manter o e-commerce funcionando plenamente, e, então, decida a porcentagem de lucro que você quer obter com cada venda, para inicialmente ter um valor ideal para começar a se trabalhar como preço do e-commerce. Esse valor ainda não será definitivo.

Sempre de olho na sua concorrência

Apesar da lucratividade e praticidade, o e-commerce tem um lado que algumas pessoas acham complicado de se lidar: a concorrência. Não é difícil achar um concorrente direto ou indireto no seu e-commerce, justamente porque esse tipo de negócio é extremamente amplo, e relativamente mais rápido de se começar que negócios físicos.

Porém, uma concorrência fixa pode te auxiliar no processo de precificação. Com uma concorrência fixa, você terá ideia de quais valores trabalhar, e poderá se inserir com maior facilidade no mercado, oferecendo diferenciais por um preço mais confortável, tomando assim o espaço de seu concorrente de uma forma bem rápida.

Caso você inicialmente não consiga oferecer um valor reduzido, se comparado ao da concorrência, deverá oferecer quantos bônus e vantagens forem possíveis para atrair clientes iniciais, e começar assim a desenvolver seu produto para conseguir atrair um número muito maior de clientes, dominando assim a sua parcela fixa do mercado.

Confira algumas dicas para aprimorar a gestão do seu e-commerce com softwares!

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Mourão.

Sucesso e até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Buscar