skip to Main Content
Controle De Estoque Para Restaurantes

Controle de Estoque para Restaurantes – pare de perder dinheiro agora!

Um restaurante funciona como qualquer outro negócio que produz e armazena itens e, por isso, deve possuir uma gestão de estoque rigorosa, onde todo cuidado é pouco e cada informação importa. Conheça mais sobre o controle de estoque para restaurantes e saiba como ele pode mudar a realidade do seu restaurante!

Primeiro, é preciso começar a ver todos os itens utilizados para a produção de pratos e outros itens como dinheiro; eles possuem custos, e também são eles a trazerem o lucro para o seu negócio.

Com isso, você consegue definir certas prioridades e começar a enxergar o seu estoque como algo importante, e que deve ser sempre monitorado, a fim de garantir que não haja quaisquer divergências.

Mas, no fim das contas, o que é o controle de estoque para restaurantes?

O controle de estoque para restaurantes é, como o nome sugere, uma série de métodos que se ligam para conferir ao empreendedor maior controle sobre os itens armazenados no negócio. Através dessa ferramenta, é possível obter dados precisos sobre entradas e saídas, sobre os produtos que mais são utilizados e seus prazos de validade.

Quando o controle de estoque é bem aplicado, o empreendedor se torna capaz de conquistar uma economia considerável com recursos que, antes, seriam desperdiçados.

Agora, é hora de aprender a realizar um controle de estoque realmente eficiente. Vamos lá?

1 – Identifique o que está no seu estoque!

O primeiro passo requer que você saiba exatamente o que está sendo armazenado no seu restaurante. Esse controle pode ser realizado através de planilhas ou sistemas informatizados. Não é recomendado que o controle de estoque seja realizado de forma manual, dada a facilidade e agilidade que os processos digitais conferem e a possibilidade maior de cometer erros ao utilizar papel e caneta.

É aqui que é lançada toda a movimentação, e onde são inseridos o cálculo do custo médio e o valor total do capital investido em mercadorias.

Agora que você já sabe os valores, é hora de inserir rótulos!

2 – Crie categorias!

Um bom controle de estoque requer que os produtos sejam divididos em categorias.

Você poderá separar os itens da seguinte forma:

  • Ingredientes para alimentos;
  • Ingredientes para bebidas;
  • Ingredientes para sobremesas.

Se você desejar, ainda pode criar subcategorias para pratos específicos, principalmente aqueles que possuem maior saída no seu restaurante.

Além disso, você também saberá qual é a quantidade mínima de cada item e quando eles deverão ser repostos para, assim, garantir que eles nunca estejam em falta e que os seus pratos com maior saída estejam sempre disponíveis para todos os consumidores – embora seja altamente recomendado que todo e qualquer prato disponível no menu possa ser comercializado normalmente.

Com isso, você ganha:

  • Maior precisão para pedir quantidades aos seus fornecedores;
  • Ciência de qual é o momento perfeito para realizar novos pedidos;
  • Conhecimento de quais quantidades estão disponíveis no estoque.

3 – Compare informações!

Comparar o que está presente no seu sistema informatizado com o que se faz disponível no seu estoque físico é fundamental para garantir a exatidão de todas as informações e corrigir possíveis erros que podem vir a surgir por conta da falta de atenção.

Assim, você garante que todos os itens que estão sendo divulgados podem ser comercializados e que existe estoque para manter o restaurante funcionando.

Agora, você já sabe sobre como funciona o controle de estoque para restaurantes, e já pode mudar a realidade do seu negócio! Não desperdice mais dinheiro com a falta de um bom controle de estoque e torne-se referência no seu ramo.

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Mourão. Somos uma empresa especializada na contabilidade para restaurantes.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Buscar